A PGENF-UFRN

A pós-graduação em enfermagem no Brasil, desde a criação dos primeiros programas de mestrado (1972) e doutorado (1981), tem a missão de contribuir na formação de mestres e doutores críticos, éticos e reflexivos, capazes de construir novos conhecimentos em benefício da sociedade.
Assim, inserido nesse contexto, cabe ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFRN promover o desenvolvimento integral do ser humano, sua formação profissional, seu crescimento individual e coletivo, dentro dos valores da ética, solidariedade e cidadania, bem como a geração de conhecimento educacional, tecnológico e científico, avaliando seu impacto, buscando consolidar-se por meio de ações de excelência na pesquisa, com aplicabilidade no ensino e na extensão, participando ativamente do processo de desenvolvimento locorregional e das transformações da sociedade brasileira.
Área de concentração – Enfermagem na Atenção à Saúde – tem por base a compreensão do imperativo do reordenamento das práticas circunscritas ao novo paradigma da produção social da saúde e da intersetorialidade e interdisciplinaridade das ações, bem como do reconhecimento das diversas matrizes teóricas de análise e de estratégias de investigação disponíveis. Prioriza o desenvolvimento da enfermagem como ciência, no processo de cuidar, por ser defensável pelos pesquisadores envolvidos e comprometidos com a ampliação da consciência sanitária e ambiental de suas práticas.
O Programa de Pós-Graduação stricto sensu apoia-se nas matrizes teóricas e filosóficas que definem o Programa, sustentando-o no cuidado ao ser humano, saúde, enfermagem na atenção à saúde e no ensino na pós-graduação.
Cuidado ao ser humano: Um valor, um bem social indispensável para promover a vitalidade do viver, o ter e manter a vida e melhor morrer; é produto de conhecimentos, atitudes e habilidades da ordem da interação humana, da natureza da vida e dinâmica das funções vitais sob o domínio da ciência e arte da enfermagem.
Saúde: O conceito de saúde que fundamenta o Programa se organiza a partir dos ideais propostos da Constituição Federal e assegurados pelo SUS, os quais direcionam o pensar sobre a saúde a partir dos determinantes da condição humana que envolve não apenas processos patológicos, mas todas as situações sociais, econômicas, alimentícias, ambientais, de trabalho, lazer, acessibilidade e moradia relacionadas à vida do ser humano. Nessa perspectiva, a saúde acontece a partir de múltiplas condições de produção, sentido e orientações da realidade às quais o ser humano responde conforme o seu contexto, exigindo ações ampliadas de atenção pelo setor saúde, para além da promoção e prevenção de doenças.
Enfermagem na atenção à saúde: A partir da visão da enfermagem como ciência e arte, como uma construção social, na medida em fortalece o desenvolvimento científico para a melhoria da situação de saúde do ser humano, ou seja, consoante o conceito de atenção à saúde nos processos de cuidar que envolvem esse ser.
A enfermagem na atenção à saúde centra-se em competências e domínios de saberes e fazeres que resultem em ações integradas em consonância com as políticas públicas de saúde pactuadas e traduzidas pelo compromisso e responsabilidade em defesa do SUS. Essa concepção orienta a formação e o trabalho da enfermagem nas linhas de pesquisa da vigilância em saúde, da saúde mental e coletiva e do desenvolvimento tecnológico, buscando uma enfermagem comprometida com os diferentes níveis no âmbito da atenção básica, na média e alta complexidade, e seus modelos tecnoassistenciais.
Ensino na pós-graduação: Entende o pós-graduando enfermeiro como um ser humano crítico-reflexivo, comprometido com as mudanças e transformações da realidade social, política e sanitária do país. E, sendo assim, como um protagonista potencialmente capaz de dar respostas aos problemas decorrentes da sua atuação no contexto do modelo de atenção à saúde, através da ciência e tecnologia. Dessa articulação firma-se o conceito de ensino/aprendizagem na pós-graduação como um processo cognitivo, subjetivo, objetivo, interativo e dialógico entre docente/discente, na construção e produção do conhecimento.

Curso de Mestrado em Enfermagem na Atenção à Saúde – tem uma estrutura mínima composta por componentes curriculares Obrigatórios (10 créditos) e Optativos (14 créditos), incluindo atividades acadêmicas de produção e/ou publicação científica, perfazendo um total de 24 (vinte e quatro) créditos, com um tempo de duração de 24 meses, distribuídos em 4 (quatro) semestres letivos.

Área de Enfermagem na atenção à saúde

 Educação e trabalho em enfermagem e saúde: Estudos que abordem a formação e o trabalho da enfermagem/saúde.
 Enfermagem na vigilância à saúde: Estudos que abordam o processo de cuidar em enfermagem e o controle de riscos e danos nas pessoas em diversos ciclos vitais em seu território com foco na integralidade.
 Enfermagem na saúde mental e coletiva: Integra estudos sobre saúde mental e atenção psicossocial integrando saberes e práticas na saúde coletiva.
 Desenvolvimento tecnológico em saúde e enfermagem: Compreende estudos sobre o conhecimento, arte, desenvolvimento, adaptação e avaliação de modelos, procedimentos, instrumentos e outras tecnologias aplicáveis à prática em saúde e enfermagem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: